Páginas

30 de abril de 2010


"Não é saudade, porque para mim a vida é dinâmica e nunca lamento o que se perdeu - mas é sem dúvida uma sensação muito clara de que a vida escorre talvez rápida demais e, a cada momento, tudo se perde."

Um comentário:

António disse...

Saudade, meu deus que dizer da saudade, tantas vezes morremos com saudades do que nunca tivemos ou iremos ter, que fazer? continuar a ter saudade.