Páginas

10 de maio de 2011


(...) Então você está confusa com seus sentimentos. Ele apareceu tão de repente na sua vida, com aquele brilho manso no olhar, com aquela meiguice na voz, sem pedir coisa alguma, meio como um Pequeno Príncipe caído de um asteróide. A princípio você nada percebeu de diferente. O susto veio quando você se lembrou das palavras da raposa, explicando ao Pequeno Príncipe o que era ficar cativo: É assim. A princípio você senta lá e eu aqui. Depois a gente vai ficando cada vez mais perto. Os passos de todos os homens me fazem entrar dentro da minha toca. Mas os seus passos me fazem sair.

6 comentários:

'Lara Mello disse...

Adoro Antoine de Saint-Exupéry! Gostei da imagem também! Sorte!

Rô... disse...

oi Carol,

eu pelo contrário,
nunca entro na toca,
estou sempre atenta do lado de fora!!!

beijinhos

Fernando Antonio Pereira disse...

Olá Caroline! Saudações Literárias...
Passei por aqui e achei muito bem cuidado e interessante o seu espaço.
Parabéns!
Sempre que eu puder voltarei.
♥ Abraços de Luz.

Verô. disse...

Acredito que o inesperado tende a nos chamar mais a atenção!


Bjão!
:)

Carina B. disse...

Suspirante.
Como é bom sair da caverna...
Um beijo!

PARA ALÉM DA DIMENSÃO DE TI disse...

Mudei a morada do blog para : www.umnovoinicio.blogspot.com

bjs