Páginas

5 de maio de 2011


Sabe, não é um sentimento egoísta e muito menos possessivo. É apenas uma saudadezinha. Gostosa, tranqüila, bonita, saudável, de longe. E, quem diria: leve.

Um comentário:

Carolina disse...

Doce. Uma saudade doce. :)