Páginas

13 de maio de 2011


‘Só amor não adianta’, a gente repetiu tantas vezes. E eu precisei não poder mais enxergar você na minha vida que era pra ver se, assim, eu conseguia começar qualquer frase, qualquer conversa, qualquer pensamento e qualquer texto com alguma outra palavra que não ‘você’. E o meu discurso antigo (que é seu) diria com a sua voz  (da qual conheço todos os tons) que pra mim o nosso amor não passou de um monte de experiências exageradas pra virar, no final, um texto bonito.Eu, entretanto, discordo. Pra mim o nosso amor foi verdadeiro e é uma pena que ele termine assim, reunido num monte de palavras tristes no chão, sem cola. O meu castelo desabou e eu preferi reconstruir meu mundo sem você. Por escolha, não por falta de amor.

6 comentários:

Erika Santos ♥ disse...

muito lindo seeu post, gostei muito... passa lá no meu blog;
beijinhos*

Verô. disse...

aiai... preciso tomar esta coragem e reconstruir.

Bateu forte este post...

:)

'Lara Mello disse...

Saudades de passar por aqui.. Rs!

sindrominha disse...

Oi
Adorei o seu blog, convido a que conheça o meu blog de textos, obrigado!!

Etiene disse...

só espero que teu castelo não tenho desabado contigo dentro, que vc consiga recontrui-lo cada vez mais forte, o amor tem dessas coisas ... um excelente semana

beijuss e um buquê de flores

Danielle Martins disse...

Escolha bem difícil essa de reconstruir sozinha, no entanto nobre!