Páginas

10 de junho de 2011


Mesmo quando desvio meus olhos e meus pensamentos de ti, mesmo quando estou ocupada consertando a minha vida, enquanto vasculho as imensidões psicológicas que moram em mim, mesmo quando estou cansada e precisando de tantas coragens, mesmo assim, guardo teu rosto na retina da minha alma.

E, de repente, eu te desejo. E me sinto melhor...

4 comentários:

Maura Cristina disse...

Qe lindo *--*
Eu entrei nesse blog pensando qe só ia ler o primeiro post e, se me identificasse ficaria por aqi, então: PARABÉNS ! Voc tem mais uma admiradora para este blog ;D

:*

'Lara Mello disse...

Nossa, lindo isso.. ^^

Alene Mattos disse...

simples assim!
muiiito booom!

Ana Lúcia Lira disse...

Perfeito o texto!