Páginas

17 de agosto de 2011


-Eu não gosto nunca de nada e gostei tanto de você.
-É?
-Droga.
-O quê?
-Eu falando de gostar.
-E daí?
-E daí que vai acontecer tudo de novo.
-O quê?
-Vou sentir demais, falar demais, escrever demais, você vai embora.
-Agora eu vou embora.
-E depois?
-Depois não sei.
-Tá.
-Eu ficaria sério, eu ficaria muito, muito, muito.
-Eu sei.
-Mas agora eu vou.


Curta o Blog no FaceBook : Curtir

2 comentários:

Érika Santos ♥ disse...

complicado.. :S
Bjos flor

'Lara Mello disse...

Sempre é assim :(