Páginas

5 de agosto de 2011


Nossa felicidade nunca ia ser a mesma, hoje eu vejo, já que seu amor é cheio de bloqueio, e o meu cheio de curiosidade. Sejamos felizes, você explorando o amor de alguém e eu, a vida.

Curta o Blog no FaceBook : Curtir

2 comentários:

Laís Pâmela disse...

É, nunca ia dar certo. Eu que sempre ei de ser sempre uma devoradora, exploradora da vida, não vou aguentar viver com alguém tão "sem" vida.

Alene Mattos disse...

isso é forte, verdadeiro e tocante... pelo menos pra mim foi!